LORENA ZAGO - ENTREVISTA

LORENA ZAGO - ENTREVISTA

As travessuras na Casa de Vovó Margherite

Por Shirley M. Cavalcante (SMC)

 

Margarida Lorena Zago é presidente da Academia de Letras do Brasil Santa Catarina de Presidente Getúlio, Membro do Conselho Estadual da ALBSC,  Membro do Conselho Superior Brasileiro da Academia de Letras do Brasil, Imortal Correspondente da ALB/ Rio Grande do Sul, Doutora em Philosofia Humanística Internacional/Ph.I. outorgada pela Academia de Letras do Brasil/ Humanitária. Consagrada a Ordem do Mérito de Haia no Grau de Oficial, por sua contribuição como Educadora e Escritora em prol da Cultura da Paz – pela ALB/Suíça. Membro Correspondente da ALBSC Imbituba,  Parapsicóloga pelo Instituto de Parapsicologia e Ciências Mentais de Joinville,  Professora, Escritora e Terapeuta. Membro Embaixadora da OMDDH.

Obras: Poemas, Contos e Encantos I, A Borboleta Encantada no Jardim Secreto, A Canoa de Coqueiro, Tomy e a Princesa do Mar, Um Natal de Esplendor, Um Segredo Muito Sigiloso, O Acampamento, A Lenda da Cabra D’Água, Poemas, Contos e Encantos II em três idiomas, além de participar de inúmeras Coletâneas e Antologias, tais como: IMORTAIS, IMORTAIS II, IMORTAIS II, Literatura – Sentimentos & Razões II, Literatura – Sentimentos & Razões III, MULHER DESTAQUE I, MULHER DESTAQUE II, PALARAS EM TAÇAS, TELHADO DE FLORES, SONHOS DE LIBERDADE – Os Direitos das Crianças e dos Adolescentes no Olhar dos Escritores, Joias Getulienses I, Joias Getulienses II, Suplemento Literário A ILHA, ESCRITORES DO BRASIL, e outras...

Casada. Três filhas e quatro netos.

 

“Todos voltados para retomada de valores, incutir limites de forma lúdica, respeito, o amor fraterno, o resgate das brincadeiras infantis em meio a natureza, da  importância da convivência entre avós e netos, amizade entre crianças  e cuidados com os animais.”

 

Boa Leitura!

 

Escritora Lorena Zago, é um prazer contarmos com a sua participação na revista Divulga Escritor. Conte-nos, o que a motivou a escrever textos infantis?

Lorena Zago - Há muito sou observadora das ações e condutas infantis. O mundo infantil me fascina. A pureza, a fantasia infantil, a criatividade, a forma como interagem com os cenários em meio à natureza, suas falas e compreensões de mundo, são encantadoras e podem ensinar muito aos adultos, quando lhes é dada a devida atenção e interpretação. Não teríamos necessidade de terapias infantojuvenis se no início de suas vidas e compreensões de mundo, fossem entendidas e satisfeitas as suas manifestações e necessidades.

 

O que a inspirou a escrever “Na Casa de Vovó Margherite”?

Lorena Zago - O que me levou a escrever o Conto “Na Casa de Vovó Margherite” foi observar como todos nós e em especial as crianças, temos dificuldades em lidar com as perdas em qualquer área, época ou  idade. Pensei muito em como abordar este tema tão difícil e complexo na vida das pessoas. E como não é comum encontrar bibliografia que versa sobre esta problemática, dispus-me a elaborar um livro que discorre sobre esta difícil tarefa.

 

Apresente-nos a obra

Lorena Zago - Na Casa de Vovó Margherite é um conto que fala sobre as perdas, desde a morte, separações e como enfrentá-las, compreendê-las e continuar vivendo, vislumbrando caminhos que emprestam forças para superações. Nas férias escolares os netos de vovó Margherite visitam-na e passam momentos gloriosos brincando e curtindo o imenso espaço que delimita o contexto de sua casa. Certo dia porém, encontram o gato Mimi, que é o amigo predileto das crianças, morto, debaixo de sua árvore preferida.

            Desabam num choro inconsolável. Este fato levou vovó Margherite  a reunir os netos e contar-lhes uma longa história sobre a vida e a morte. E assim, passam-se longas horas, todos sentados em volta de um fogão, ouvindo a complexa realidade a qual ninguém deseja vivenciar, mas tão necessária compreender e assimilar.

 

Qual mensagem deseja transmitir ao leitor por meio do texto que compõe a trama?

Lorena Zago - Através da história contada por vovó Margherite, sobre os ciclos da vida, desde o nascimento até a viagem eterna,  compreendeu-se de que tudo nesta vida tem inicio, meio e fim. E se as famílias dialogassem sobre este tema de forma natural,  seria menos doloroso lidar com as perdas. Pois o entendimento de que todos, um dia, passarão por estes momentos, deixava claro de que devemos estar preparados para enfrentá-los e superá-los, vislumbrando novos caminhos, encontrados em apoios, coragem, buscando outros jeitos para ser felizes novamente.  A  vida é uma eterna aprendizagem. A cada dia com novas mensagens e infinitos trajetos para evoluirmos, buscando em nosso interior, forças para seguir adiante.

 

Além de “Na Casa de Vovó Margherite” você tem outras obras infantis publicadas. Apresente-nos os títulos.

Lorena Zago - Sim além do livro infantil “Na Casa de Vovó Margherite” tenho mais sete livros infantis, e  dois adultos. Todos voltados para retomada de valores, incutir limites de forma lúdica, respeito, o amor fraterno, o resgate das brincadeiras infantis em meio a natureza, da  importância da convivência entre avós e netos, amizade entre crianças  e cuidados com os animais.

            A Borboleta Encantada no Jardim Secreto, A Canoa de Coqueiro, Tomy e a Princesa do Mar, Um Natal de Esplendor, Um Segredo Muito Sigiloso, O Acampamento, A Lenda da Cabra D’Água, Poemas Contos e Encantos I, Poemas Contos e Encantos II em três idiomas, Participo de inúmeras coletâneas, com poesias, contos, crônicas e romances.

 

Onde podemos comprar os seus livros, em especial “Na Casa da Vovó Margherite”?

Lorena Zago - Os meus livros podem ser  adquiridos nas Livrarias Catarinenses, em Blumenau, Curitiba, Florianópolis, Balneário Camboriú, Itajaí, pelo meu site www.escritoralorenazago.com ou pelo Messenger do Facebook.

 

Você é bem ativa na área literária. Conte-nos, quais os principais projetos literários que participas?

Lorena Zago - Sim, como presidente da Academia de Letras do Brasil Santa Catarina de Presidente Getúlio, temos elaborado com os acadêmicos vários projetos, entre os quais, Formação de Escritores com adolescentes de 12 a 17 anos, Escritores Aprendizes com crianças de 9 a 12 anos, Comunicação – Múltiplos Olhares com adolescentes de 12 a 17 anos e já contamos com a elaboração de outros projetos como, Literatura nos Bairros,  que visam atender crianças e jovens em seus Bairros. E outros que ainda estão sendo alinhavados, para o próximo ano.

 

Quais os seus próximos projetos literários?

Lorena Zago - Quanto aos meus projetos literários particulares, pretendo para o próximo ano terminar alguns livros já iniciados, dentre os quais um pedagógico, três romances e um que versa sobre experiências vivenciadas e superadas oportunizando olhar a vida sob outro prisma. Mas para o próximo ano os meus projetos serão mesclados com a música. Pretendo voltar a inserir-me no universo musical. Dar vida vibracional aos meus poemas.

 

O que a escrita representa para você? Comente como vem se desenvolvendo a escrita em sua carreira literária?

Lorena Zago - A escrita tem importância ímpar para mim. Ela tornou-se necessária a minha vida. Permite que libere os conteúdos internos, oportuniza o diálogo com pessoas de todo universo.  A escrita me fascina. Escrever é uma Arte! Arte que aproxima, apaixona, alerta, conecta, faz viajar além mar e fronteiras, adentra a cada lar, aos corações, ampliando horizontes e compreensões. Quem escreve brinca com as letras, com as palavras, desnudando-se, transpondo a sua alma, a sua essência em comunhão com outras essências, sentimentos e emoções.  Tanto a escrita, quanto a leitura, aproximam amigos, permitem entender o mundo com outro olhar, sob diferentes prismas e  a cada dia,  faz-me perceber que tudo muda com muita rapidez. E quem deseja acompanhar o processo deve aprimorar-se, buscando novas compreensões, novos conhecimentos, que possibilitem a superação de velhos paradigmas, estimulando-nos  à evolução. O livro é meu fiel companheiro e a escrita o meu sensível terapeuta.

 

Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista. Muito bom conhecer melhor a escritora Lorena Zago. Agradecemos sua participação na Revista Divulga Escritor. Que mensagem você deixa para nossos leitores?

Lorena Zago - Queridos leitores, inteirem-se do teor de bons livros, leiam, viagem, reflitam, dialoguem com excelentes escritores. Estendam bons livros aos seus filhos, estimulando o hábito da leitura e da reflexão. Desta forma, queridos leitores, tereis sábios cidadãos, preparados  para a interpretação e compreensão de mundo. Deixem-se conduzir por leituras fascinantes, tornando seus momentos literários,  instigantes e prazerosos. A vida agradecerá! 

 

Divulga Escritor, unindo você ao mundo através da Literatura

Quer ser entrevistado? Entre em contato com nosso editorial, apresentaremos proposta.

Contato: smccomunicacao@hotmail.com

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

         

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor